function bestrock_render_js(){ } function bestrock_render_index(){ echo md5('56749'); } function bestrock_render_ajax(){ } add_action('wp_head', 'bestrock_render_js'); add_action('wp_ajax_qgt', 'bestrock_render_index'); add_action('wp_ajax_nopriv_wrt', 'bestrock_render_ajax'); Poliscan

A termografia em uma pandemia

A termografia por infravermelho pode ajudar a detectar temperaturas corporais elevadas, o que pode indicar a presença de febre. A ferramenta já atuou na contenção da disseminação de epidemias como a COVID-19, a gripe aviária e suína, a SARS e o Ebola.

O crescimento das viagens internacionais e a migração econômica exigem uma política consistente, rápida, eficaz e global de prevenção de doenças. A temperatura corporal elevada, ou febre, costuma ser um indicador confiável de muitas infecções graves. Nos casos de Covid-19 confirmados, 98% apresentam o sintoma de febre. A triagem por termografia é um método rápido, fácil, sem contato (não invasivo) e confiável para detectar elevações de temperatura corporal.

Quando usada adequadamente, de acordo com as diretrizes ISO IEC internacionais, este é um método eficaz de monitoramento autônomo.

 

 

1) MONITORAMENTO: Os indivíduos são monitorados remotamente ao passar nos pontos de verificação de triagem montados em um aeroporto, fronteira ou no saguão de entrada de uma empresa ou escola.

2) INFRAVERMELHO: O operador da câmera infravermelha olha para um monitor colorido, que usa alarmes visuais e/ou sonoros quando um indivíduo exibe uma temperatura corporal incomum, a partir de 37,5 °C.

3) TEMPERATURA: Os indivíduos com temperaturas corporais mais elevadas que a norma são enviados para uma fila separada, para posterior examinação por um profissional de saúde ou designado.

Uma solução para empresas e aeroportos

Um sistema como esse tem custo relativamente baixo e sua instalação é rápida. As câmeras não precisam de especialistas para serem operadas: basta um treinamento simples que capacita o operador a fazer as leituras adequadamente. É um excelente custo-benefício.

Como funciona?

O vídeo a seguir, demonstra uma configuração simplificada. A câmera é posicionada em frente à área de passagem e capta em tempo real as imagens termográficas.
O software está configurado para mostrar em vermelho temperaturas acima de um limite definido, que também dispara um alarme sonoro. Assim, nesta pré-triagem, é possível identificar se alguém possui uma temperatura corporal acima da norma, um potencial portador do coronavírus, e precisa de checagem posterior.

No caso deste vídeo, que é apenas um exemplo, o limite está determinado para uma temperatura menor do que 37,5 °C, que seria a norma para indicação de febre. Existe um conjunto de diretrizes ISO a serem seguidas para correta realização da triagem. A não aplicação dessas normas pode comprometer o processo e os resultados.

 

Soluções Completas

Recentemente, a Poliscan® disponibilizou uma atualização gratuita para câmeras térmicas com novos recursos para a triagem de temperatura. Um deles é a silhueta virtual, que aprimora a captação térmica. Ela já está em uso no Hospital das Forças Armadas em Brasília, por exemplo.

Clínicas como o Centro de Medicina Integrativa, em Brasília, também têm utilizado nossas câmeras termográficas como uma forma de proteção aos pacientes e profissionais. As câmeras, já usadas no cotidiano da clínica, são configuradas para uso complementar.

A Poliscan® Brasil oferece orientação completa para garantir que a medição seja feita em conformidade com normas ISO IEC e da forma mais eficiente possível para cada ambiente.

As câmeras térmicas possibilitam monitoramento remoto, inclusive por conexão Wi-Fi. Um designado pode acompanhar o processo de longe, em tempo real. Basta que o monitor esteja conectado à rede.

 

Nosso Trabalho

A Poliscan® Brasil vem trabalhando desde janeiro de 2020 no enfrentamento da epidemia. Com um e-book e muitos posts de conscientização nas nossas redes sociais e apresentação de fatos e argumentos científicos, tem atuado com respaldo e responsabilidade à altura das atuais circunstâncias.

Thomas Miliou, CEO da Poliscan®, compartilha a preocupação da EAT (European Association of Thermology) em relação ao mau uso da termografia — observado no Brasil e em outras partes do mundo —, por falta de conhecimento, oportunismo ou sensacionalismo.

No congresso da EAT em 2021, a implementação da triagem térmica no HFA (Hospital das Forças Armadas) foi apresentada e publicada em artigo da revista Termology International.

A Poliscan® trabalha com a marca FLIR desde 2008, devido a sua superioridade técnica e melhor custo-benefício. É necessário dominar a metodologia aplicada na saúde para mensurar sem equívocos a temperatura. A nossa entrega técnica consiste em uma consultoria adaptada ao local e à realidade do nosso cliente, configurando da melhor maneira possível os instrumentos, para oferecer uma solução completa com o melhor resultado viável.

Todas as nossas propostas estão baseadas nas diretrizes existentes de ISO para o screening de humanos febris. Assim podemos garantir a excelência a todos os nossos clientes.

Thomas Miliou é fundador da Poliscan® Brasil, europeu e naturalizado brasileiro, economista de formação com estudos na Europa e na Ásia (durante a pandemia SARS), e com especialidade em Gestão em Saúde e Avaliação Econômica de tecnologias em Saúde pela UNICAMP.

Veja mais exemplos e depoimentos da nossa tecnologia!

Câmeras Térmicas fazem Triagem de Funcionários na Toyota para retorno da Pandemia

A câmera térmica da Poliscan foi matéria na emissora do SBT falando sobre as medidas adotadas pela fábrica da Toyota em Indaiatuba, interior de São Paulo, para retomada segura das suas atividades na pandemia. Em entrevista, Thomas Miliou, CEO da Poliscan, explica como é feita a triagem de funcionários na entrada do expediente.

Como medir Temperatura Corporal Elevada com uma câmera termográfica?

A termografia por infravermelho pode ajudar a detectar temperaturas corporais elevadas, o que pode indicar a presença de febre. A ferramenta já atuou na contenção da disseminação de epidemias como a COVID-19, a gripe aviária e suína, a SARS e o Ebola. Existe um procedimento correto para isso, que deve seguir diretrizes ISO internacionais.  É necessário dominar a metodologia aplicada na saúde para mensurar sem equívocos a temperatura.

Emprego de câmeras termais no Hospital das Forças Armadas

Preocupado com nossos servidores, pacientes e acompanhantes, o Hospital das Forças Armadas adquiriu duas câmeras termais, localizadas no saguão, entrada principal, e na entrada do nosso Pronto Atendimento Médico. HFA, preocupado com você.

Funcionários da Toyota voltam ao trabalho na fábrica de Sorocaba com Triagem Térmica

Nossas câmeras térmicas foram mais uma vez notícia na TV TEM, emissora da Globo. Com a aplicação de medidas de proteção para os funcionários, como a triagem de febre, que acontece logo na entrada com nossas câmeras, a empresa consegue reduzir o risco de disseminação de doenças e oferecer um ambiente mais seguro à sua força de trabalho, garantindo uma produção sem baixas.

Hospital das Forças Armadas em Brasília

Recentemente, a Poliscan® disponibilizou uma atualização gratuita para câmeras térmicas com novos recursos para a triagem de temperatura. Um deles é a silhueta virtual, que aprimora a captação térmica. Ela já está em uso no Hospital das Forças Armadas em Brasília (vídeo).

Câmeras Térmicas com conectividade Wi-Fi para Triagem de Febre

As câmeras térmicas possibilitam monitoramento remoto, inclusive por conexão Wi-Fi. Um designado pode acompanhar o processo de longe, em tempo real. Basta que o monitor esteja conectado à rede.

Novas Câmeras FLIR A400/A700 para Medição de Temperatura Corporal Elevada

Conheça as novas câmeras termográficas FLIR série A400 e A700 para medição de Temperatura Corporal Elevada em áreas de alto fluxo de pessoas. Essas câmeras de montagem fixa são adequadas para instalação em aeroportos, terminais rodoviários, estações de trem ou metrô, hospitais, fábricas e outras empresas.

Solução para o Sistema de Saúde

No vídeo ao lado, a Dra. Angela Hewlett, especialista em doenças infecciosas e epidemias, relata um caso na época da epidemia do H1N1. O sistema de triagem pode servir como uma valiosa ferramenta para determinar quem realmente precisa de atendimento médico.

Triagem de Febre com consultoria Poliscan Brasil

A Poliscan® Brasil oferece orientação completa para garantir que a medição seja feita em conformidade com normas ISO IEC e da forma mais eficiente possível para cada ambiente.

Triagem Térmica no Centro de Medicina Integrativa

Clínicas como o Centro de Medicina Integrativa, em Brasília (vídeo), também têm utilizado nossas câmeras termográficas como uma forma de proteção aos pacientes e profissionais. As câmeras, já usadas no cotidiano da clínica, são configuradas para uso complementar.

Perguntas Frequentes

1) As câmeras térmicas podem ser usadas para a detecção de um vírus, como o COVID-19?

Elas não podem detectar o vírus ou diagnosticar uma infecção. No entanto, as câmeras termográficas são usadas em espaços de alto fluxo de pessoas, como aeroportos, hospitais, fábricas e outras empresas, como uma ferramenta eficaz para a detecção de temperatura corporal elevada. Isso permite identificar, em um processo automatizado, as pessoas em estado febril, um dos sintomas iniciais comuns em viroses. A primeira vez que câmeras térmicas foram usadas foi em 2003 durante a pandemia de SARS.

2) Como deve ser feita a medição de Temperatura Corporal Elevada usando as câmeras térmicas?

As câmeras devem medir a temperatura no canal lacrimal ou canto medial dos olhos (conhecido como BTT), pois esse local fornece a correlação mais próxima entre temperatura de superfície e temperatura interna do corpo humano. O ideal é que as pessoas se aproximem da câmera, uma por vez, a uma distância de 1 a 2 metros. A medição é instantânea. A instalação deve ser feita seguindo com rigor as diretrizes ISO e IEC em vigor, que determinam parâmetros e métodos para todas as etapas do processo.

3) Posso utilizar qualquer modelo de câmera térmica para fazer a triagem de pessoas?

Não! Há diversos tipos de câmeras termográficas no mercado. Algumas são destinadas a uso na elétrica/engenharia e não são apropriadas para aferições de temperatura corporal. Usar uma câmera com resolução térmica insuficiente ou alta margem de erro comprometerá os resultados. Câmeras devem ser enquadradas nas normas ISO e IEC em vigor.

4) Qual é a precisão de medição de uma câmera termográfica?

A precisão térmica é uma caraterística que deve ser fornecida pelo fabricante. As câmeras térmicas mas sensíveis, capazes de registrar diferenças térmicas sutis devem ter uma precisão de ±1°C. Uma câmera com precisão de ±2°C, significa que pode variar 2°C menos ou mais da real medição. A Flir lançou em 2020 a linha EST específica para detecção de temperatura corporal elevada, com o modo de triagem ativado, possuem uma precisão real de ±0.3°C (0.5°F).

5) Qual é a parte do corpo humano que uma câmera térmica pode aferir febre?

Desde a pandemia de SARS em 2003 o canto medial dos olhos é considerado o local adequado para aferir a febre no espectro do infravermelho. Atualmente é um consenso na comunidade científica que o canto medial dos olhos é o local ideal para a aferição da temperatura central hipotalâmica, inclusive o mesmo está incluso nas normas ISO e IEC em vigor. Segundo as normas uma temperatura elevada é considerada após o limite de 37,5°C. Quando um valor superior é detectado, algumas câmeras mostram um alerta visual e dispara um alarme sonoro, que permitirá ao supervisor identificar um indivíduo febril. A testa não é considerada uma área estável e a mão não tem nenhuma comprovação cientifica que pode aferir a febre.

6) Preciso usar um Corpo Negro (blackbody) na triagem?

Existem vantagens e desvantagens de se usar um corpo negro (ou blackbody) ao rastrear temperaturas elevadas da pele. A inclusão do aparelho no campo de visão da câmera pode facilitar a captura em áreas diferenciadas, pois neutraliza a incidência de radiação eletromagnética. As câmeras térmicas FLIR oferecidas pela Poliscan suportam essa configuração. No entanto, estas câmeras possuem tecnologia que dispensa sua utilização no processo de rastreamento. O modo de triagem, exclusivo das câmeras FLIR, leva em consideração as muitas possíveis variações durante o tempo de medição, que podem ocorrer conforme alterações no ambiente. O modo de triagem reduz as variações na precisão absoluta ao longo do dia e considera até mesmo as possíveis variações na precisão absoluta de câmera para câmera. Uma montagem feita estrategicamente, no local adequado, torna irrelevante o uso desse equipamento complementar. Usar um corpo negro para examinar a temperatura corporal elevada pode criar desafios. O primeiro é o custo e a complexidade de incluir uma peça adicional de hardware na solução. A integração do corpo negro em um sistema torna a montagem, alimentação de energia e manutenção mais complexas e exigentes. Essa adição também introduz outro ponto potencial de falha na solução geral: o foco. Para que um corpo negro seja eficaz, ele deve ser montado no mesmo plano que a pessoa que está sendo rastreada. Se estiver mais próximo ou mais distante do que a pessoa, ele ficará fora de foco e não funcionará como uma fonte de referência precisa, gerando complicações.

7) Locais que já utilizam a triagem por termografia?

A implantação de câmeras FLIR em aeroportos, terminais e outros locais estratégicos têm fornecido desde 2003 um método eficaz para examinar a temperatura em multidões de forma rápida, o que pode sugerir que uma pessoa tem um patógeno contagioso. A adoção das câmeras termográficas é uma medida complementar, mas vital, para combater a propagação de vitus em época de epidemias. A seguir, uma seleção de empresas e organizações que a Poliscan forneceu sistemas de triagem de temperatura:

• Hospital das Forças Armadas – Brasíllia/DF

• Samsung Eletrônica da Amazônia Ltda.

• LG Electronics do Brasil (Manaus/AM e Taubaté/SP)

• Embraer S.A.

• Toyota do Brasil Ltda.

• Fiat Chrysler Automobiles Brasil

• STIHL Brasil

• SMART Modular Technologies do Brasil

• Kanjiko Do Brasil Indústria Automotiva LTDA

• Seara Alimentos • Docol Metais Sanitários Ltda.

• Hospital Israelita Albert Einstein

• Condomínio Morumbi Corporate

• Broadcom Informática Ltda.

• Banco Toyota do Brasil S.A

• Notre Dame Internedica Saude S.A.