Termografia, uma solução inteligente para o monitoramento de animais

Prestes a enfrentar uma temporada pesada de monitoramento de morcegos? Trabalhe com mais inteligência usando a termografia.

Publicação pela Dra. Kayleigh Fawcett Williams, ecologista e especialista em ecolocalização de morcegos pela SDU – Universidade do Sul da Dinamarca.

A termografia pode ser uma técnica de sondagem de morcegos altamente eficaz quando usada corretamente. Muitos ecologistas consultores veem a termografia como uma ferramenta de sondagem excessivamente cara mas desconhecem a economia financeira que ela pode proporcionar a longo prazo. Da mesma forma, muitos também não estão cientes de como podem tornar suas operações de análise de morcegos mais eficientes ao mesmo tempo em que melhoram o bem-estar e a eficiência de sua equipe. Dessa forma, se você é um ecologista consultor contemplando neste momento um cronograma pesado de sondagem de morcegos, este artigo é para você.

Passei incontáveis temporadas trabalhando duramente no processo de sondagem de morcegos, tanto como observadora quanto como líder de equipe. Eu encarei a extrema fadiga que a temporada de inspeção de morcegos pode oferecer a um pesquisador impaciente. Eu também enfrentei planilhas tentando desesperadamente escalar pesquisadores em projetos de sondagem de morcegos de larga escala. Se você estiver em uma situação como essas, a termografia pode aliviar os seus problemas.


Imagem térmica de uma aglomeração de morcegos – Dra. Kayleigh Fawcett Williams

Uma das principais aplicações de sondagem em que a termografia pode ser utilizada para nos ajudar a trabalhar de maneira mais inteligente e mais fácil é o processo de sondagem de reentrada e ocorrências em edifícios. Aqui, podemos reduzir o número de pesquisadores em edifícios grandes, edifícios complexos ou pontes. Além de reduzir os custos com pesquisadores e dar a alguns membros de sua equipe uma merecida noite de folga, a termografia também pode ajudar em nível técnico, aumentando a precisão da pesquisa e diminuindo desequilíbrios de visibilidade.

Desequilíbrios de visibilidade ocorrem quando se usam técnicas visuais padrão e nossa capacidade de detectar morcegos varia de acordo com os níveis de luz disponíveis. Quando usamos imagens térmicas, no entanto, a detectabilidade permanece constante sob todos os níveis de iluminação, o que significa que reduzimos drasticamente a possibilidade de falsos positivos e falsos negativos, que podem ambos ser custosos para nossos clientes.

Os falsos positivos, nos quais relatamos incorretamente o surgimento ou reentrada de um morcego, podem ser desnecessariamente caros quando resultam em custos supérfluos de mitigação (como substituição de estruturas de poleiro). Qualquer pessoa que já tenha escrito ou lido as palavras “possível surgimento de morcego” em seu formulário de pesquisa corre um grande risco de relatar um falso positivo, o que pode ser muito prejudicial quando resulta em custos de projeto inflados inadvertidamente.

Os falsos negativos, nos quais falhamos em detectar o surgimento ou a reentrada de um morcego, também podem ser financeiramente prejudiciais a um projeto. Se falharmos em identificar um poleiro nas nossas sondagens pré-construção, quantidades significativas de tempo e dinheiro podem ser necessárias para a interrupção do trabalho. Os custos de interrupção de construção ou de remodelagem podem ser desesperadores. Eles podem levar a uma espiral de custos crescentes para a conclusão geral do projeto, ao mesmo tempo em que danificam nossa reputação junto aos nossos clientes e ao setor como um todo.

A termografia é também um ótimo método a ser considerado se você estiver trabalhando em sondagens de morcegos para projetos de infraestrutura. Usando pontos de observação adequados, ela pode fornecer informações críticas sobre as relações espaciais no ambiente de construção, que podem direcionar melhor o design do projeto e mitigar os custos em grandes esquemas lineares. Em muitas situações, isso também pode gerar economia de gastos e benefícios para saúde e segurança, ao eliminar-se a necessidade de enviar pesquisadores para a infraestrutura à noite.

Embora inicialmente a termografia possa envolver um investimento relativamente alto de tempo de treinamento e dinheiro, os benefícios a longo prazo podem superar em muito esses custos iniciais. O uso de termografia pode ser altamente recompensador em termos financeiros e técnicos, com o bônus adicional de melhorar o bem-estar dos pesquisadores e diminuir a pressão sobre aqueles que estão agendando trabalho de pesquisa. Como eu disse anteriormente, a termografia não é milagrosa, mas se for feita corretamente com o equipamento, conhecimento e habilidades adequadas, ela pode melhorar drasticamente nosso trabalho de sondagem de morcegos.


Leia o artigo completo ▸

WILLIAMS, Kayleigh F. Busy bat survey season ahead? Work smarter, not harder, using thermal imaging. 2019.





SOLICITE SEU ORÇAMENTO

Quer fazer um orçamento ou tirar alguma dúvida? Clique no botão e saiba mais sobre nossos produtos.

Contato por WhatsApp