Novidades

Termografia na avaliação do estresse em aves poedeiras

05/12/2021 | Categoria: Artigos, Termografia

Investigação dos efeitos do probiótico Bacillus subtilis nas reações de estresse em poedeiras por meio da termografia infravermelha

Estudo por Maria Soroko e Daniel Zaborski. Artigo disponível neste link.

RESUMO

O objetivo do estudo foi avaliar se as reações de estresse induzidas por imobilidade tônica (IT) em galinhas poedeiras podem ser reduzidas pela suplementação de probióticos e se as mudanças na temperatura da superfície corporal, como um indicador de estresse, são geneticamente dependentes e podem ser detectadas por termografia infravermelha (TIV).

Foram utilizadas 71 galinhas brancas e 70 marrons. As galinhas foram distribuídas aleatoriamente em três tratamentos com 1 dia de idade: bico aparado e alimentado com dieta regular; sem bico aparado e alimentado com uma dieta regular; e sem bico aparado e alimentado com dieta suplementada com probióticos, Bacillus subtilis.

Fig. 1 – Imagem termográfica da galinha. Um exemplo de imagem termográfica tirada de uma galinha White Leghorn. A imagem foi obtida antes do teste de imobilidade tônica com indicação das regiões de medição da face esquerda (LF) e olho esquerdo (OE).

Com 40 semanas de idade, as galinhas foram testadas para reações de IT. As temperaturas dos olhos e da face foram medidas com TIV imediatamente antes e após o teste de IT. Os resultados revelaram que a suplementação de probióticos não afetou as respostas de estresse das galinhas ao teste de IT; as temperaturas do olho esquerdo e direito aumentaram 0,26 °C e 0,15 °C, respectivamente, enquanto a temperatura da parte direita da face tendeu a aumentar após o teste de IT. No entanto, as temperaturas do olho direito (32,60 °C para branca e 32,35 °C para marrom) e da face (39,51 °C para branca e 39,36 °C para marrom) diferiram significativamente entre as linhagens genéticas.

Houve uma correlação positiva entre a duração do IT e as mudanças nas temperaturas do olho esquerdo e direito após o teste de IT em galinhas brancas. Com base nesses resultados, as galinhas experimentaram mudanças de temperatura de superfície induzidas por IT que foram detectáveis ​​usando TIV.

Galinhas brancas experimentaram maiores reações de estresse em resposta ao IT do que galinhas marrons. No entanto, a suplementação com Bacillus subtilis não atenuou a reação das galinhas ao teste de IT.

Leia o artigo completo através do link.

Veja também

02abr

Exame de Termografia em Crianças

Confira o porquê é indicado e quais os benefícios do exame de termografia para crianças. É possível fazer exame de termografia […]

Leia +
13set

Novas Câmeras FLIR A400/A700 para medição de Temperatura Corporal Elevada

Conheça as novas câmeras termográficas FLIR série A400 e A700 para medição de Temperatura Corporal Elevada em áreas de alto fluxo […]

Leia +
03out

Termografia, uma solução inteligente para o monitoramento de animais

PRESTES A ENFRENTAR UMA TEMPORADA PESADA DE MONITORAMENTO DE MORCEGOS? TRABALHE COM MAIS INTELIGÊNCIA USANDO A TERMOGRAFIA. Publicação pela Dra. Kayleigh […]

Leia +