Coronavírus – O que você deve saber?

Coronavírus

Informações sobre a epidemia que preocupa o mundo e como a termografia pode ser a solução para conter a disseminação da doença

Que vírus é esse?

Os coronavírus (CoV) são uma grande família viral, conhecidos desde meados dos anos 1960. São comuns em animais, mas pode ocorrer transmissão para seres humanos.

Dois vírus dessa família já foram associados a epidemias anteriores:

  • SARS-CoV (causador da Síndrome Respiratória Aguda Grave – SARS)
  • MERS-CoV (causador da Síndrome Respiratória do Oriente Médio – MERS)

O novo coronavírus (2019-nCoV) foi identificado inicialmente em Wuhan, na China. O vírus provavelmente foi transmitido para uma ou mais pessoas via contato animal-humano no mercado público de animais silvestres e marinhos da cidade. Ainda não se sabe ao certo qual foi o animal envolvido na transmissão.

Transmissão

A transmissão se dá de duas formas: de animal para humano, e de humano para humano.

Transmissão de animal para humano:
Ocorre através da ingestão de carne de animais silvestres

Transmissão de humano para humano:
Ocorre através de contato via mucosas com secreções de pessoas infectadas, como gotículas na tosse ou espirro

Sintomas

Um indivíduo infectado pelo Coronavírus pode ficar até 14 dias sem apresentar quaisquer sintomas, o que é um grande risco para facilitar a propagação. Quando aparecem os sintomas, eles podem se manifestar de formas diferentes para cada pessoas.

Em casos brandos, alguns sintomas comuns são coriza, tosse e dificuldade de respirar, febre. Em casos graves, também pode ocorrer síndrome respiratória aguda grave e insuficiência renal.

Como se prevenir?

Para a prevenção contra o coronavírus, lave as mãos com frequência, cubra o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, não compartilhe objetos de uso pessoal e evite contato próximo ou ingestão de carne de animais silvestres. Medidas básicas para minimizar o risco de infecção viral.

Por que se preocupar?

  • O coronavírus apresenta elevada transmissibilidade.
  • Ele pode ser transmitido antes de aparecerem os primeiros sintomas.
  • No atual mundo globalizado é mais fácil e intenso o fluxo de pessoas.
  • Por se tratar de um vírus, pode sofrer mutações e evoluir para linhagens ainda mais virulentas.
  • Por estar entrando em contato com humanos pela primeira vez, não temos imunidade natural contra o vírus.
  • Ainda não existe uma vacina disponível.

Como impedir que o Coronavírus se espalhe?

Câmeras de termografia podem ser usadas em aeroportos para detectar com rapidez pessoas com febre. Elas captam a temperatura irradiada pela pele num processo imediato. Pessoas com febre são encaminhadas para uma sala em que se faz o exame para saber se elas têm o vírus.
O sistema já é utilizado com sucesso em diversos países, evitando que doenças cheguem através de viajantes infectados.

Mas o Brasil ainda não adotou esse sistema.

Nossas autoridades e governantes precisam se mobilizar antes que a situação piore muito.
Infelizmente estamos vulneráveis. A solução é simples. Configurar um sistema de triagem por termografia em um aeroporto não é um processo custoso ou complicado.

Como a Termografia pode conter o Coronavírus?

A termografia por infravermelho pode ajudar a detectar temperaturas corporais elevadas, o que pode indicar a presença de febre. Como tal, o uso do infravermelho como ferramenta de diagnóstico auxiliar para ajudar a detectar pessoas potencialmente com febre já atuou na contenção ou limitação da disseminação de epidemias como a gripe aviária e suína, a SARS e o Ebola.

O crescimento das viagens internacionais e a migração econômica exigem uma política consistente, rápida, eficaz e global de prevenção de doenças. A temperatura corporal elevada do corpo, ou febre, costuma ser um indicador confiável de muitas infecções graves. Desde o recente surto de cepas graves de gripe, como o H1N1, e a disseminação da síndrome respiratória aguda grave (SARS), as autoridades de saúde pública têm procurado um método rápido, fácil, sem contato (não invasivo) e confiável para detectar elevações de temperatura corporal.

Quando usada adequadamente, a triagem por infravermelho atende esses requisitos: é uma ferramenta vital na detecção de temperaturas
corporais elevadas em grupos de alto risco, como viajantes. Ela está sendo usado pelas autoridades de saúde de todo o mundo para rastrear os passageiros que entram em um país via transporte de massa e provou ser um método eficaz de monitoramento.

1 - Os indivíduos são monitorados remotamente ao passar nos pontos de verificação de triagem montados em um aeroporto, fronteira ou no saguão de entrada de uma corporação ou escola. 2 - O operador da câmera infravermelha olha para um monitor colorido, que usa alarmes visíveis e/ou sonoros quando um indivíduo exibe uma temperatura corporal incomum. 3 - Os indivíduos com temperaturas corporais mais elevadas que a norma são enviados para uma fila separada para posterior rastreamento por um profissional de saúde ou designado.

As infecções virais e bacterianas que se espalham pelo contato humano e pela transmissão aérea representam um sério problema de saúde, incluindo a possibilidade de pandemias, como demonstrado por recentes surtos de gripe. As câmeras FLIR de termografia detectam automaticamente temperaturas elevadas da pele que podem indicar febre e infecção subjacente. O Compensador Automático de Temperatura (ATC) exclusivo de cada câmera ajusta as condições do ambiente para minimizar leituras falsas. A imagem colorida, a escala de temperatura e o mecanismo de alarme facilitam decidir quando uma pessoa precisa de mais exames.

Isso torna as câmeras de infravermelho uma maneira econômica de ajudar a prevenir surtos de pandemia e mortes que geralmente se seguem. As autoridades de saúde pública registram que a SARS matou cerca de 10% das pessoas infectadas. Da mesma forma, a cepa H5N1 da influenza aviária em um ponto teve uma taxa de mortalidade superior a 50% na Ásia e na Europa. Como os vírus da gripe têm a capacidade de sofrer mutações rapidamente, os cientistas têm a preocupação de fazer vacinas efetivas para impedir altas taxas de mortalidade entre membros mais vulneráveis da população global.

A termografia existe e é um importante método para fazer a contenção.

Locais que já utilizam a triagem por termografia

A implantação de câmeras FLIR em aeroportos, terminais e outros locais estratégicos tem fornecido desde 2003 um método altamente eficaz para examinar multidões por temperaturas elevadas de pele, o que pode sugerir que uma pessoa tem o vírus H1N1 ou outras infecções contagiosas.

A adoção das câmeras termográficas é uma medida pequena, mas vital, para combater a propagação de epidemias. A seguir, uma seleção de empresas e organizações que possuem sistemas de triagem de temperatura FLIR:

  • Ministério da Saúde da Argélia
  • Serviço de energia ALSTOM
  • Aeroportos Internacionais da Austrália
  • Banco Audi
  • CEAT Electronique
  • Chunghwa Telecom
  • Compai Electronics
  • Aeroportos egípcios
  • Ministério da Saúde da França
  • Formosa Plastic Group
  • Autoridade aeroportuária de Hong Kong
  • Aeroportos da Grécia
  • Ministério da Saúde da Malásia
  • Ministério da Saúde de Marrocos
  • Aeroportos da Arábia Saudita
  • Star Cruises
  • Ministério da Saúde dos Emirados Árabes Unidos
  • Ministério da Saúde da Turquia
  • Ministério da Saúde da Tunísia, entre outros.

Como precedente no Brasil, a própria Câmara dos Deputados e o Senado Federal usam um sistema como este, previamente aprovado em licitação. Mas os aeroportos brasileiros ainda não os possuem.

Como funciona a triagem no aeroporto?

O vídeo a seguir foi veiculado pela CNN americana em 2014, durante a epidemia de Ebola que assolava o planeta.

Um sistema como esse tem custo relativamente baixo e sua instalação é rápida. As câmeras não precisam de especialistas para serem operadas: basta um treinamento simples para capacitar o operador a fazer as leituras adequadamente. O custo-benefício para conter uma epidemia global compensa para a adoção desta medida pelas autoridades competentes. A instalação destes sistemas de rastreamento de febre entre passageiros é um investimento: o país fica pronto para futuros desafios até mais arrasadores que o Coronavírus, como foi o vírus do Ebola, citado no vídeo, que pode chegar a uma taxa de mortalidade de 90% se não tratado a tempo.

Mais vídeos

A seguir, veja mais alguns vídeos sobre a eficiência da triagem por termografia no combate a epidemias e doenças contagiosas, além de notícias sobre as medidas que estão sendo tomadas por autoridades em todo o mundo para o combate ao Coronavírus.

Entre em contato conosco para conhecer nossos produtos e soluções em termografia.
WhatsApp:
(19) 98890-1777  |  Telefone: (19) 3306-0300
E-mail: vendas@poliscanbrasil.com.br

SOLICITE SEU ORÇAMENTO

Quer fazer um orçamento ou tirar alguma dúvida? Clique no botão e saiba mais sobre nossos produtos.

Contato por WhatsApp