Cafeína, tecido adiposo marrom e termografia - Poliscan Brasil

Cafeína, Gordura Marrom e Termografia

Cafeína, Gordura Marrom e Termografia

Estudo por Diego Ignacio Valenzuela Pérez, Dany Alexis Sobarzo Soto, Julieta Montañez Barroso, Diego Alves dos Santos, Andreia Cristiane Carrenho Queiroz, Bianca Miarka, Ciro José Brito, Manuel Sillero Quintana.
Artigo disponível neste link.

Uma pesquisa sobre o impacto da cafeína no metabolismo e na termografia acabou de ser publicada. A pesquisa confirma que antes do exame da termografia não deve ser consumido café ou chá porque estimula o metabolismo elevando a temperatura da pele.

A atividade do tecido adiposo marrom (BAT) contribui para o aumento do gasto energético basal devido à maior concentração de mitocôndrias neste tecido adiposo. A tomografia por emissão de pósitrons (Positron Emission Tomography, PET) é considerada o padrão ouro para a avaliação do BAT. Porém o equipamento tem um alto custo, o exame requer injeção de contraste e o paciente fica em exposição à radiação acima dos limites seguros de saúde. Em contrapartida a termografia infravermelha é uma alternativa para medir a atividade BAT, sendo de fácil uso, acessível, rápida e sem riscos para o avaliador e o participante, indolor e inócuo.

Cafeína, tecido adiposo marrom e termografia - Poliscan Brasil

A pesquisa avaliou homens jovens e com perfil atlético, classificando eles com base do metabolismo acelerado ou normal e avaliou com termografia e espirometria por 2 horas após ingestão de cafeína. Nos resultados foi constatado que a cafeína promove a lipólise e suprime o crescimento dos lipídios no tecido intracelular em culturas de adipócitos ao ativar o metabolismo BAT. Outra observação interessante foi a predominância de carboidratos nos primeiros 20 min. após a ingestão de cafeína, que diminuiu com o aumento do uso de lipídios e o aumento da temperatura da pele. Esses resultados sugerem que o aumento dos carboidratos e lipídios acompanham a ativação do tecido adiposo marrom.

Cafeína, tecido adiposo marrom e termografia - Poliscan Brasil

Resumindo, a pesquisa afirma que em homens jovens ativos saudáveis, e com alto nível metabólico, a cafeína induz uma atividade BAT termogênica com um aumento do gasto energético e catabolismo de gordura 40 min após a ingestão.

O entendimento da ativação BAT pode auxiliar para criar novas estratégias de controle do peso corporal considerando que a ativação BAT tem um efeito potencial contra o sobrepeso, a obesidade e o diabetes.

A pesquisa usou uma câmera Flir e implementou a lista TISEM.

Quer solicitar mais artigos sobre termografia? Preencha o formulário abaixo.

Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e utilização de seus dados pessoais por este website.

SOLICITE SEU ORÇAMENTO

Quer fazer um orçamento ou tirar alguma dúvida? Clique no botão e saiba mais sobre nossos produtos.

Contato por WhatsApp